sexta-feira, 17 de junho de 2016

Velejando com Propulsão Elétrica

São muitos os velejadores que sonham substituir seus motores diesel por motores elétricos, utilizando uma energia limpa, renovável e, mesmo a motor, navegando silenciosamente. Nada mais de motores barulhentos, sujos, com muita manutenção, carregando litros e litros de combustível inflamável. Podemos dizer que ainda é um sonho, só que agora o limite não é tão tecnológico mas mais financeiro. Já há sistemas de propulsão elétrica para veleiros sendo comercializados e barcos os utilizando normalmente, é verdade que a autonomia ainda deixa a desejar e, praticamente, exige um gerador AC diesel ou gasolina no sistema (o que não nos livra definitivamente do combustivel fóssil). Um exemplo é o catamaran Aventura33 Hybrid que já navega há mais de 3 anos com esta tecnologia, tendo percorrido mais de 7.000 milhas náuticas.


O Aventura33 Hybrid

Uma das empresas que se destacam na área, com sistemas voltados para veleiros, mono e multicascos, é a Oceanvolt com seu sistema SEA, que aqui são as inicias para Silente Electric Autonomy. É o sistema que equipa o Aventura33. Vale a pena dar uma passeada pelo site deles. Fiz um pedido de cotação para a instalação dos sistema num catamaran Lagoon380, como o TinguaCat, no site, e recebi uma educada resposta com mais informações mas ainda sem falar em valores. Eles devem ser altos mesmo...


Esquema para propulsão elétrica de um multicasco

O sistema SEA utiliza modernos e eficientes motores elétricos acoplados em saildrives (rabetas), que quando não em uso podem regenerar energia pelo deslocamento do barco navegando. O ponto fraco de todo sistema de propulsão elétrica é a autonomia, limitada pelas baterias. A Oceanvolt já utiliza baterias modernas de íons de Lítio que são menores, carregam mais rapidamente, duram muitos ciclos a mais e pesam bem menos do que as convencionais.

Outro fabricante que vem se destacando na propulsão elétrica náutica é a alemã Torqueedo, muito conhecida pelos pequenos motores de popa elétricos, mas que fabrica sistemas completos com motores inboard de 40 a 80 Hp equivalentes e uma saildrive de 40 HP para veleiros.



Catamaran com saildrive Torqueedo de 40 HP equivalentes

Como sabemos a tecnologia não para de avançar e os preços tendem a diminuir...quem sabe ainda navegaremos por estes mares utilizando somente energia limpa.

2 comentários:

Vento e Som disse...

Um motor para um catamarã de 38 pés da Oceanvolt, instalado, custa em torno de 25 mil dólares!

LFBeltrao disse...

Pois é, por isto disse no texto que o limite não é tecnológico, mas financeiro.